CONCILIAR É

Fácil, Rápido, Confidencial e Econômico

 

RESULTADOS DE VERDADE

Clareza e Segurança em todos os passos

 

Conciliação

 

_________________________

Acordo Real: um terceiro imparcial por intermédio de perguntas, propostas e sugestões, orienta e auxilia as partes a encontrar soluções que possam atender a seus interesses.

 

Flexibilidade: a Conciliação pode ser exercida antes ou durante a ação judicial, é a melhor forma de evitar ou solucionar um conflito já existente.
  
Solução: As partes  com interesses diversos, devem chegar e formalizar um acordo, evitando o processo judicial ou para nele por um ponto final. Consolidando a ideia  de que um acordo bem construído,  é sempre a melhor solução. Para um conflito.
 

Arbitragem

 

_________________________

Rapidez: a Arbitragem solucionará a questão no prazo fixado pelas partes e nossa experiência mostra que o prazo médio tem sido de 18 meses.

 

Sigilo: diferentemente do processo judicial, que é público, o procedimento arbitral é confidencial, sendo vedada a divulgação de informações salvo em atendimento à determinação legal.

 

Especialidade: o Árbitro pode ser um especialista na matéria em discussão. A Câmara também possui um Quadro de Árbitros altamente qualificados, com profissionais de diversos perfis e de reconhecida capacitação técnica.

Mediação

 

_________________________

Eficiência: Além da celeridade, flexibilidade e eficiência na gestão de controvérsias, a Mediação proporciona às partes envolvidas no conflito a possibilidade de construção de acordos sustentáveis e de preservação das relações pessoais e comerciais. 

 

Previsibilidade: Além disso, há a vantagem da previsibilidade das soluções dos conflitos, uma vez que são construídas pelas próprias partes envolvidas, eliminando-se incertezas, angústias e aborrecimentos existentes ao longo da pendência de processos contenciosos.

 

Vantagens entre escolher uma Câmara e não o Judiciário

 

Rapidez: A solução de um conflito numa Câmara é rápida e eficaz, já no Judiciário o trâmite é moroso devido ao grande volume de processos, e também  pelo fato da outra parte exercer,  as possibilidades quase que infinitas, de interposição de recursos,  atrasando ainda mais o andamento do processo.

 

Redução de Custo:  é muito barato conciliar, já o processo Judiciário tem um custo elevadíssimo.

 

Independência: Na Câmara, as partes tem independência para provar os fatos, no Judiciário sempre existe a dependência do entendimento de um terceiro (do Julgador), se o seu direito é bom ou ruim, e o resultado será imposto conforme a decisão do Julgador.